DEPOIMENTOS DAS USUÁRIAS

Mãe, aos 22 anos, da Maria Clara.

Mãe, aos 27 anos, do Daniel.

Mãe, aos 34 anos, do Samuel.

Estava em prantos e cansada de bater em porta em porta. No Servi, deixei Deus me conduzir. Hoje sou como uma árvore que recebeu cuidados. Eu me sinto fortalecida.

Mãe, aos 17 anos, da Isabelly.

Eu vivia com medo e assustada. Era rancorosa e magoada. Fui ensinada a amar e a cuidar da minha filha. Quero trabalhar e sonho em encontrar um marido que me ame.

Mãe, aos 24 anos, do Eduardo.

Cheguei ao Servi me sentindo completamente abandonada, pensando em acabar com tudo. Fui recebida sem nenhum tipo de julgamento; pelo contrário, recebi segurança e amor.

Mãe, aos 21 anos, do Arthur.

Nada mais fazia sentido em minha vida. Estava em desespero total. No Servi, fui acolhida por pessoas maravilhosas.

Mãe, aos 38 anos, da Clara.

Estava separada do pai dos meus filhos; desesperada e sem saber a quem recorrer. Quando encontrei o número do Servi, eu tinha o desejo de entregar a minha filha para adoção. Mas Deus mudou tudo, Ele me ajudou a enxerga o presente que ela era pra mim. Decidi cuidá-la e amá-la.

Mãe, aos 27 anos, de Daniel.

Estava acabada emocionalmente, sem vontade nenhuma de viver. Hoje tenho fé no futuro e esperança na minha família.

Obs: fotos fictícias

Mãe, aos 22 anos, de Maria Clara.

Estava sem esperança, pensando em suicídio. No Servi, aprendi a ter esperança no meu futuro. Já me vejo voltando a trabalhar e completando meus estudos.

Mãe, aos 28 anos, do Arthur.

Estava confusa e não aceitando a gravidez; e com medo da depressão pós-parto. No Servi, ganhei uma segunda família: posso dizer o que sinto, chorar, rir e me sentir amada.

Mãe, aos 22 anos, do João Pedro.

Sentia muita culpa pela gravidez e me achava a pior pessoa do mundo. No Servi, encontrei abrigo em meio à tempestade. Ele me ajudou a mudar completamente os meus pensamentos.

(51) 3516-1151

(51) 99682-0183

secretaria@servi.org.br

@ongservi

  • Facebook
  • Instagram

© 2019 por SERVI